6 dicas para evitar a vista cansada ao computador

vista cansada - 6 dicas para evitar

O contacto com ecrãs é uma constante diária na nossa vida e isto pode facilmente conduzir ao que se chama de “vista cansada”. Contudo, para diminuir os problemas associados a esta condição, trazemos-lhe 6 dicas para evitar a vista cansada ao computador.

A luz azul está presente em dispositivos eletrónicos, como o ecrã de computadores, tablets ou telemóveis. Apesar de fazer parte das nossas vidas de uma forma natural, ao passarmos mais tempo em casa, acabamos por a “consumir” em excesso.

A exposição a este tipo de luz é, para muitos, prolongada e com grande proximidade aos olhos. Estes e outros aspetos têm captado a atenção de peritos que estudam os impactos desta luz na nossa saúde visual.

Sintomas associados à vista cansada

A vista cansada pode surgir em qualquer tipo de pessoa, independentemente dos seus hábitos. Contudo, com o avançar da idade, a vista cansada pode agravar-se ao estar associada a um quadro de presbiopia.

Como podemos proteger os nossos olhos da vista cansada?

1. Ajuste a luminosidade do ecrã

É muito importante adaptar as definições de brilho e luminosidade do seu ecrã. Devemos procurar responder às necessidades dos olhos, mantendo um equilíbrio. Por um lado deve evitar esforçar os olhos em ecrãs escuros, por outro também deve evitar contrastes brilhantes extremos, que poderão provocar sensação de cansaço ocular.

Dicas extra:
– Evitar utilizar o seu computador em espaços pouco luminosos;
– Se possível, active o filtro de luz azul nos dispositivos eletrónicos que disponham dessa funcionalidade. Pode ainda descarregar algumas apps que ativam essa opção no seu telemóvel ou informação online para o seu PC.

2. Faça pausas regulares e, se possível, olhe pela janela e foque alguns pontos distantes a cada 20 minutos

Os nossos olhos ficam cansados após uma longa exposição ao computador. Tal acontece porque existe uma necessidade constante de focar as diferentes imagens e textos que surgem no monitor. As pausas regulares são valiosas, para que possa variar a distância do foco e luminosidade.

Dica extra:
– Para que o seu olho possa “descomprimir”, deve olhar, a cada 20 minutos, para um ponto longínquo, durante pelo menos 20 segundos.

3. Mantenha distância do ecrã: o seu braço esticado

O monitor do computador deverá estar a pelo menos 50 centímetros dos olhos – na linha destes ou preferencialmente um pouco abaixo. Quando colocamos os ecrãs demasiado perto dos nossos olhos, isso implica um esforço extra de focagem, com convergência dos olhos e contração do músculo intra-ocular.

Dica extra:
– Pode sempre aumentar um pouco o tamanho de letra dos textos e o zoom das páginas. Isto diminui o esforço que faria a tentar ler letras pequenas

4. Atenção à postura

Uma postura correta, em principio, deverá ajudar a manter a distância correta ao ecrã. Reposicione o computador, de forma a que a direção do olhar forme uma diagonal para baixo e mantenha a cabeça e o pescoço direitos, com as suas costas encostadas à cadeira.

Dica extra:
– Para melhorar o seu local de trabalho poderá optar por alguns complementos à sua secretária. Um suporte para o computador, um ecrã extra ou um suporte para os pés poderão ser cruciais para manter uma boa postura.

5. Diminua o tempo de exposição a ecrãs

Sabemos que as rotinas de hoje em dia implicam passar de ecrã em ecrã. Contudo, é importante reservar algum tempo para descansar os olhos, evitando a exposição prolongada à luz azul. 

O desconforto que poderá sentir depois de uma longa utilização do computador pode resultar da vista cansada e da a maior secura dos olhos. Por vezes, isto deve-se ao facto da regularidade com que pestanejamos diminuir, quando olhamos para os ecrãs.

6. Fale com o seu optometrista Opticalia

O seu optometrista pode aconselhar quais as melhores medidas para proteger os seus olhos e quais os cuidados indicados para a sua rotina. Cada caso é um caso, pelo que na consulta deverá indicar quais os seus hábitos do quotidiano, para que o técnico possa apresentar soluções personalizadas.

Tratamento da vista cansada

Os cuidados a ter com a sua saúde visual não se resumem aos passos mencionadas acima, mas estes poderão ser um bom ponto de partida. Aconselhamos sempre que faça consultas de rotina para acompanhar o estado da sua visão e, se necessário, alterar a sua graduação.